Jenipapo





Jenipapo em tupi-guarani significa a fruta que mancha, os índios usam o suco da fruta para pintar o corpo. Esta fruta é originária da América Central e da Índia Ocidental. A árvore de jenipapo alcança em média 15 metros de altura e possui copa grande e arredondada.

As flores são grandes, vistosas e levemente aromáticas. O fruto é ovoide com 5 a 12 cm de diâmetro de cor escura e casca rugosa e murcha. É um fruto suculento, de aroma forte e ácido para ser consumido in natura. Porém, é um fruto muito utilizado como matéria-prima de doces, licores, xaropes, sucos, vinhos e quinino.

Na medicina caseira, o jenipapo é utilizado como fortificante e estimulante de apetite. É um fruto que possui elevado conteúdo de ferro, além de possuir cálcio, hidratos de carbono, calorias, gorduras, água e vitaminas B1, B2, B5 e C.

Segundo estudos científicos, o suco de jenipapo é ideal para combater a anemia e verminoses, além de fazer bem aos asmáticos e é aconselhável nos casos de hidropisia por ser um excelente diurético. O suco de jenipapo também é muito utilizado no controle de plaquetas do sangue em pacientes que fazem quimioterapia e ou radioterapia. A casca é um excelente diurético contra úlceras, anemias e outras doenças.

O jenipapo é utilizado como corante para tintura em tecidos, artefatos de cerâmica e tatuagem. A casca do jenipapo é utilizada no tratamento de couros.

A madeira do jenipapeiro de cor marfim é mole, elástica e flexível. É empregada na construção naval e civil, além de marcenarias de luxo, fundições na moldagem de peças, xilogravura, tanoaria, e na fabricação de cabos de ferramentas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário