Panela de pressão, uma bomba na cozinha?

Marisa Fonseca Diniz



Uma parte das pessoas que cozinha fica aterrorizada quando pensa em panela de pressão, mas por quê? O mau uso do utensílio e os constantes acidentes são as principais causas da fobia da maioria das pessoas, porém antes de qualquer coisa, é necessário entender como a panela de pressão funciona.

Para entender como a panela de pressão funciona, vamos a uma aula de física.  Ao cozinharmos um alimento em água a principal intenção é atingir alta temperatura, a fim de reduzir o tempo de cozimento, porém a água que cozinha o alimento não passa de 100º C, ou seja, o ponto de ebulição vai variar de acordo com a pressão exercida.

Quanto maior for à pressão externa, maior será a temperatura de ebulição, portanto maior será o tempo em que o líquido permanecerá nesse estado físico e vice-versa. A água ferve quando as bolhas preenchem o fundo da panela, à medida que o calor é fornecido em um determinado ponto, a pressão dentro da bolha de vapor fica maior o que a pressão externa fazendo com que a bolha suba ao chegar à superfície, onde o vapor é liberado.

A partir deste momento toda energia fornecida é consumida na transformação do líquido em vapor e a temperatura permanece fixa. No caso da panela de pressão percebemos que a borracha na tampa veda por completo impedindo que o vapor escape. Sendo assim, a pressão interna da panela vai aumentando à medida que vamos aquecendo, ou seja, sob uma pressão maior que a pressão atmosférica, a água não entra em ebulição em 100ºC, mas sim em temperaturas mais elevadas, o que faz com que o alimento cozinhe mais rápido.


Quando a pressão atinge um determinado limite, acaba empurrando a válvula com pino para cima para liberar o excesso de vapor, evitando que o excesso de pressão externa faça com que a panela exploda.

A limpeza da panela de pressão deve ser feita cuidadosamente, a fim de evitar que fique restos de comida no pino e na válvula de segurança, o que acarreta acidentes.

Agora, se nem com esta explicação simples do funcionamento da panela de pressão, a fobia passa, então o melhor a fazer é seguir as dicas abaixo de como cozinhar feijão e carne sem precisar da tal panela.

Cozinhando feijão:


Escolha o feijão no dia anterior, lave e coloque em uma bacia funda. Adicione uma colher de sobremesa de fermento em pó ao feijão, tampe a bacia e deixe o feijão crescer e amolecer a noite toda.

No dia seguinte, escorra a água com fermento do feijão, lave-o e coloque em uma panela funda, tipo caldeirão, coloque água na panela até cobrir e leve ao fogo médio para cozinhar. Quando o feijão estiver cozinhando mexa de vez em quando, acrescente água sempre para que o cozimento fique por completo. Em geral, o tempo de cozimento é em torno de 30 minutos.

Cozinhando Carne:


Carne vermelha basta acrescentar 1 copo de suco de laranja ou de abacaxi e deixar de molho por 4 horas antes de temperar. Depois, deste período escorra o suco e tempere normalmente, jamais coloque vinagre no tempero e sim óleo, caso contrário a carne irá ficar dura.

Deixe a carne no tempero por pelo menos 1 hora antes de cozinhar. O cozimento deve ser feito em uma panela funda e o processo é o mesmo de qualquer outro cozimento.

É possível fazer tudo sem panela de pressão, basta seguir algumas dicas e segredinhos, o sabor e a maciez é a mesma, para quê gastar tanto dinheiro com uma panela, se com uma panela simples e barata é possível obter o mesmo resultado?

Bom apetite!

Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho Panela de pressão, uma bomba na cozinha?de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível emhttp://sevirandosemgrana.blogspot.com/2016/02/panela-de-pressao-uma-bomba-na-cozinha.html.



Nenhum comentário:

Postar um comentário